Servidores da Saúde de Natal cumprem decisão e encerram greve

   Servidores da Saúde de Natal encerram greve (Foto: Divulgação/ Sinsaúde)
Servidores da saúde de Natal e municipalizados decidiram cumprir a decisão judicial que exige o retorno ao trabalho durante a Copa e suspenderam a greve da categoria nesta sexta-feira (13). A manutenção da greve estava sob pena de multas diárias de R$ 20 mil ao Sindicato dos Servidores da Saúde do Rio Grande do Norte (Sindsaúde) e de R$ 2 mil a cada grevista, além da cobrança de faltas. Os servidores retornam ao trabalho imediatamente.
"Vamos suspender o movimento para não penalizar os trabalhadores, mas vamos nos preparar para retomar a greve após a Copa. Esperamos que até lá o Governo do Estado cumpra os acordos e atenda às nossas reivindicações”, disse Célia Dantas, diretora do sindicato. Uma nova assembleia foi marcada para o dia 17 de julho, já com o indicativo de retomada da paralisação.A suspensão da greve foi marcada por muitos protestos contra a decisão judicial. O Sindsaúde afirma que vai recorrer da decisão. Os servidores tiraram fotos com adesivos na boca, simulando mordaças, e anunciaram que deverão retomar a greve logo após o fim do Mundial.
A greve dos servidores de Natal completou 59 dias. Dez deles foram de acampamento em frente à Prefeitura de Natal juntamente com guardas municipais. O Sindsaúde exige aumento de 18,32%, reajuste nas gratificações, condições de trabalho, segurança nas unidades, entre outros pontos.
Na próxima segunda-feira (16), o Sindsaúde participa de um ato público na Maternidade Leide Morais, na zona Norte, que completa um ano da reforma neste sábado (14). No mesmo dia, às 16h, eles prometem participar de um ato público contra os gastos da Copa do Mundo no Brasil, com concentração no shopping Midway Mall.

Nenhum comentário:

| Copyright © 2013 Blog do Teté Pendências/RN